Educação

É preciso toda uma aldeia para educar uma criança

A Educação é um sector estratégico no Desenvolvimento de uma região, de um país, de um continente. A Educação deve ser planificada a curto, médio e longo prazo. Os países que investiram de uma forma sistematizada na Educação obtêm os frutos em termos de desenvolvimento em cerca de 20 anos. Trata-se de uma perspetiva a médio-longo prazo. Na estratégia de melhoria do Sistema Educativo, revela-se fundamental o envolvimento da sociedade civil: as famílias, as comunidades, as empresas.

O mundo do trabalho está a sofrer uma (r)evolução sem precedentes e pouco ainda se sabe quais serão os desafios mais prementes que teremos de enfrentar num futuro não muito longínquo. Mas, e de acordo com o Relatório sobre Capital Humano divulgado recentemente pelo Fórum Económico Mundial, há que repensar profundamente o que significa aprender e trabalhar no século XXI.

"A Quarta Revolução Industrial, combinada com uma crise de governança, está a criar uma necessidade urgente para que educadores e empregadores repensem, profundamente, o capital humano através de um novo diálogo e de parcerias variadas. A adaptação das instituições educativas, das políticas que regem o mercado laboral e dos locais de trabalho será crucial para o crescimento, igualdade e estabilidade social” (presidente do FEM, Klaus Schwab).

A educação deve ter como foco os alunos, apoiando a sua orientação profissional até à sua empregabilidade. Só assim promoveremos o Desenvolvimento de uma região e de um país.

A Fondation Ondjyla quer dar um contributo, nesse grande desiderato, reunindo na sua Plataforma Digital o conhecimento a vários níveis e em várias categorias para o reforço de Escolas Vocacionais do Meio Rural dos cinco continentes. A transferência de tecnologia e partilha de conhecimento num universo de cerca de 3.000 Escolas Familiares Rurais de 40 países começa por ser o principal objetivo da "DigitalGrow”.